Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Chico Buarque e o Prêmio Camões

Posted on

“Embora a nota oficial distribuída pelo júri do Prêmio Camões fale em “transversalidade” de uma obra “multifacetada, repartida entre poesia, drama e romance”, não parece haver dúvida de que a maior honraria da literatura de língua portuguesa foi concedida muito mais ao compositor Chico Buarque do que ao escritor Chico Buarque: 85-15 parece uma divisão de mérito artístico até generosa com a parte escrita de sua obra.

Não há demérito nisso, mas deve-se ter cuidado com a ideia. As comparações inevitáveis com o prêmio Nobel de Literatura concedido em 2016 a Bob Dylan, também um artista popular do ramo musical, não fazem inteira justiça ao brasileiro. A relação de Chico com a palavra é bem mais ampla e “literária” do que a do compositor americano.”

Plena e total razão ao jornalista Sérgio Rodrigues no artigo Nobel de Bob Dylan se sentiria mais à vontade no colo de Chico Buarque, publicado ontem pela Folha de S.Paulo  e de onde tirei o abre deste post.

A íntegra do texto, por favor, confiram AQUI!

Não quero ser gabola, não; mas pensei algo no gênero quando soube da notícia. Muito pelo reconhecimento da obra de Chico que, no todo, é mesmo magnífica – e, outro tanto, como contraponto ao tosco momento cultural (e social) que o país atravessa.

Parece que retrocedemos à idade das trevas.

Dá uma recuperada na auto-estima, um tanto quanto abalada da Nação.

Não somos só e unicamente o lixo perfuro cortante a que os meios de comunicação nos condenam.

Mas, deixemos de lado esse fardo (que, espero, seja temporário) para nos regalarmos com a oportuna homenagem.

Chico é merecedor.

Engrandece o Brasil, melhora o astral de quem ainda acredita nas tais possibilidades impossíveis de ainda sermos o País do futuro. A propagar fraternidade, justiça social e poesia em prosa, verso e música.

Permitam-me, amigos leitores, recuperar,  no embalo dessa conquista, o prefácio de um livrorreportagem sobre os personagens de Chico Buarque que escrevi, lá nos antigamente, quando na Universidade ainda se ouvia e comentava as músicas de Chico, Caetano, Gil, Milton e Cia ilimitada.

Leiam AQUI!

Foto: Divulgação
signature

Ainda nenhum comentário.

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *