Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

E lá se foi o Zé Bonitinho…

Converso com um grupo de estudantes de jornalismo que pretende fazer, como trabalho de conclusão de curso, um livrorreportagem com o tema: o humor no Brasil.

Pergunto: qual recorte vocês querem dar?

Logo percebo, pelas respostas animadas que ouço, que não sou a pessoa mais adequada para orientá-los.

O que eles entendem como humor é o tal de stand-up comedy que vem consagrando toda uma nova geração de humoristas nativos.

Talvez em deferência aos meus ralos cabelos grisalhos, uma das garotas do grupo lembra de que a origem de tudo por aqui foi lá nos confins dos anos 50, início dos 60, com José de Vasconcelos, Depois vieram Chico Anysio, Jô Soares e outros da mesma (e notável) safra.

Gosto da referência, mas não tenho certeza de que uma coisa tem a ver com a outra.

II.

Se me perdoam o desvio de rota, é o mesmo que dizer que o grande Jair Rodrigues é o precursor do hip-hop no Brasil por causa do jeito maneiro que interpretou um de seus primeiros sucessos.

“Deixa Isso Pra Lá” (Alberto Paz/Edson Menezes) é um samba sincopado e Jair ‘brincou’ de cantar a primeira parte em um estilo diferente quase que unicamente falando.

Foi uma ousadia para época.

Mas, nada tem ver com a pegada do rap.

III.

Da mesma forma, e retomo o tema da conversa de hoje, a genialidade do humor brasileiro passa longe desses monólogos ácidos e, não raras vezes, de gosto duvidoso.

Sem ser saudosista, mas já sendo, Oscarito, Grande Otelo, Ankito, Golias, Zé Trindade, Chico Anysio, Derci, Zé de Vasconcelos, Lilico, Renato Corte Real, Jô Soares, Renato Aragão e tantos outros representam bem mais apropriadamente a maneira de ser e viver da nossa gente.

IV.

Desconfio que meus cinco ou seis fiéis leitores já entenderam o que me motiva a escrever sobre o assunto nesta quinta ensolarada e triste.

Morreu Jorge Loredo, criador de um personagem inesquecível para o humor brasileiro: Zé Bonitinho, o perigote das mulheres.

O Brasil está de luto.

signature