Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Empreendedorismo e Geração Y

O que fazer quando terminar a faculdade?

É a questão que o livrorreportagem “Os Caminhos do Jovem Empreendedor” tenta responder. De autoria dos estudantes Francisco Avolio Quartim Barbosa de Figueiredo, Frank Florentino Neres, Henrique Souza Munhos, José Henrique Araújo e Renato de Castro Neves, o livro foi apresentado ontem à banca examinadora como trabalho de conclusão do curso de jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo.

Fui um dos avaliadores – e os rapazes foram aprovados.

Não lhes dei a nota máxima, mas reconheço que o tema ( empreendedorismo e geração Y) é mais do que oportuno.

Tanto que hoje transcrevo alguns trechos:

A pergunta mexe com a cabeça e tira o sono de milhares de jovens brasileiros, que precisam planejar o futuro e nem sempre sabem qual rumo a seguir.

Procurar emprego em uma empresa privada e fazer uma longa carreira, concorrer a um concurso público em busca de estabilidade, trabalhar no negócio dos pais ou tentar a vida no exterior são algumas alternativas encontradas pelos jovens para ingressar no mercado de trabalho.

Optar por um dessas alternativas ou tentar algo diferente não, com certeza, uma escolha simples e fácil. A incerteza e a instabilidade profissional nos dias de hoje contribuem ainda mais para aumentar o fantasma que persegue os novos trabalhadores em início de carreira.

Junto com o futuro indefinido aparecem as principais dúvidas: estou realmente preparado para competir com os melhores de minha área? Aproveitei ao máximo meu período de formação na escola e na faculdade? Será que quero trabalhar e, apenas uma área o resto da minha vida? Quanto tempo terei que trabalhar para alcançar um bom salário e conseguir realizar meus planos de vida?

A inquietação e a busca por novos desafios são características típicas dos jovens do século 21. Diferente das gerações passadas, que buscavam nos empregos a segurança profissional e o0 sustento de suas famílias, os novos trabalhadores esperam conciliar prazer e dinheiro na mesma atividade.

(…)

Para os jovens, trabalhar por conta própria é, em alguns casos, mais atraente do que seguir carreira em uma única instituição privada ou pública.

Para muitos, foi mesmo a única opção.

(…)

O brasileiro encontra uma série de dificuldades que fazem com que eles optem por ser empregado em vez de se tornar empreendedor.

Nos EUA, as crianças já têm aula de empreendedorismo. No Brasil, não se ensina a ser empreendedor. O caminho do sucesso é conseguir um emprego em uma empresa de renome.

signature