Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

O ermitão

Posted on

Vida que segue…

Volto hoje ao médico.

Vamos saber a quantas anda este combalido coração agora turbinado por um pequena e bem vinda engenhoca.

Aparentemente, um mês e tanto depois do tal procedimento, tudo sob controle.

“O senhor está curado”, me disse a Dra. Daniela, a cirurgiã, logo após a cirurgia.

Palavras que soaram como música aos meus ouvidos.

A rotina dos consultórios, no entanto, é necessária para toda e qualquer aferição.

Eu que ostentava a tal síndrome do avental branco agora vou que vou numa boa.

Que susto, amigos!

Sei que vou ouvir, entre as recomendações do Dr. Ricardo, o conselho para que não me altere, não me exalte e cousa e lousa e maripo(u)sa.

– Esfrie a cabeça e o sangue calabrês/carcamano que lhe corre nas veias.

Prometo tentar.

Juro.

Estou sinceramente empenhado neste propósito.

(Reclamarei quando muito, baixinho, indignado, aos meus confidentes botões.)

Até porque, como ouço sempre pela aí, não tenho mais idade e saúde para altercações, marolas, embates e enfrentamentos.

Até porque …

De nada adiantam!

Passo o bastão e os sonhos (que deixei pelo caminho ou se estilhaçaram no correr dos dias) para a meninada boa e de fé que vem pela aí.

É a vez de a turminha lutar pela legítima construção de um Brasil de todos os brasileiros.

Este é o mote!

Aliás, foram os jovens que, mais firmemente, me confortaram diante das parvas notícias que se sucederam na noite de ontem. Sempre por mensagem eletrônica, mas firmes em seus propósitos democráticos e contemporâneos.

Quanto a mim, me ponho na retaguarda.

O ermitão do apartamento no décimo nono andar!

Torço por eles, e por nós.

No que precisarem, sabem onde me achar.

Têm o meu zap e o nosso Blog.

Selecionei algumas reportagens para vocês.

Acho importante!

Leiam!

signature

Ainda nenhum comentário.

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *