Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Pensamentos

Assim falou Santo Tomás de Aquino:

“Há pessoas que desejam saber só por saber, e isso é curiosidade; outras, para alcançarem fama, e isso é vaidade; outras, para enriquecerem com a sua ciência, e isso é um negócio torpe: outras, para serem edificadas, e isso é prudência; outras, para edificarem os outros, e isso é caridade”.

II.

Antônio Candido sobre Sérgio Buarque de Holanda na apresentação de Raízes do Brasil:

“A certa altura da vida,vai ficando possível dar balanço no passado sem cair em autocomplacência, pois o nosso testemunho se torna registro de experiência de muitos, de todos que, pertencendo ao que se denomina uma geração, julgam-se a princípio diferentes uns dos outros e vão, aos poucos, ficando tão iguais que acabam desaparecendo como indivíduos para se dissolverem nas características gerais da sua época. Então, registrar o passado não é falar por si; é falar dos que participaram de uma certa ordem de interesses e de visão do mundo, no momento particular do tempo que se deseja evocar.”

III.

Drauzío Varella em Estação Carandiru:

“Por razões éticas, os casos descritos nem sempre se passaram com os personagens a que foram atribuídos. Como diz a malandragem: — Numa cadeia, ninguém conhece a moradia da verdade.”

IV.

Lourenço Dia féria em Reminiscências de Um Boy Assumido:

“Com exceção de Abraham Lincoln, 16o presidente dos Estados Unidos, que começou sua carreira como auxiliar de serraria; e de Santos Dumont que, quando jovem , fazia uns bichinhos de papel com asa e cauda – aos quais chamava de aviãozinho –, a maioria dos grandes homens públicos e privados do mundo inteiro iniciou a vida profissional e afetiva como office-boy.”

V.

Alphonse Daudet em Cartas do Meu Moinho:

“As paisagens mais belas que vi – eu as vi em sonho.”

VI.

Carlito Maia:

“A Grande Ilusão dura a vida toda.”

VII.

Não me perguntem a correlação entre um pensamento e outro, um autor e outro. Não perguntem, pois não saberei responder. Estavam num arquivo perdido na pasta "Meus Documentos". Sei lá a que propósito os juntei um dia que o tempo engoliu e apagou da minha memória, mas não da memória do computador. Talvez estivessem à espera do dia de hoje que, enfim, chegou.

* Em tempo: meu primeiro emprego foi como balconista de uma loja de discos. Tinha 16 anos e durou dois meses. A loja fechou.

signature