Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Uns e outros

Ela não se conforma.

Diz que o dia está propício para uma “cervejinha” no fim da tarde e, melhor, para uma esticadinha noite adentro.

— Só se vive uma vez, meus caros.

Reclama, porém, que falta companhia para a empreitada.

— Meus amigos estão ficando uns bundões – reclama.

E continua:

— Um está com isso; outro, com aquilo. Aquele fala que precisa acordar cedo amanhã para trabalhar. E há quem inclusive pergunta se estou com essa bola toda. De encarar uma gandaiazinha em plena terça-feira.

Ela está ali por volta dos 50. Portanto, não é do tempo da “balada” – e, sim, da gandaia, da farra, da noitada. Da esbórnia, não. Que é uma mulher de fino trato – e se dá ao respeito.

Só que hoje ela queria espairecer um pouco. Mas, não entende o que acontece com a “homarada”.

— Isso mesmo, Abigal. A vida não é um pé de manga.

Ela sorri do comentário que faz o colega da mesa ao lado.

— Quer dizer que você topa?

Ernesto disfarça. Fala que hoje é impossível. Tem um compromisso inadiável.

— Haha! Um programinha a dois, mais caliente. Bom, bom. Muito bom.

Ernesto ri constrangido. Abigail se diz feliz pelo amigo.

E comenta em voz alta:

— Entendo, entendo, claro que entendo… Eu conheço a sortuda?

O cinqüentão balança a cabeça negativamente – e logo muda de assunto.

Mal sabe ela que não há nenhuma “sortuda” à espera de Ernesto.

Tudo o que ele quer na noite de hoje é saber quem vai ganhar o BBB.

Abigail está coberta de razão.

Os homens estão ficando uns…

** FOTO NO BLOG: Camila Bevilacqua

signature