Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Escova, em família

Já lhes falei do Escova?

Ele mesmo o Don Juan das quebradas do mundaréu.

Ele mesmo sempre às voltas com amores impossíveis, mesmo casado e pai de duas filhas lindinhas, lindinhas…

Quando nós, os frequentadores desvalidos e chinfrins daquele boteco que não mais existe, onde o Sacomã torce o rabo e hoje existe a moderna Estação do Metrô, lhe perguntávamos sobre como fazia para harmonizar as duas situações, ele era objetivo, e sincero:

— Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Na vida a gente precisa ter foco…
E logo fazia questão de mudar de assunto.

Pois se deu que, naquela tarde de sábado qualquer que se perdeu no tempo, o preclaro Escova não apareceu no Sujinho sem-nome. Atendeu a um compromisso inadiável. Levou a família e mais alguns agregados para almoçar num restaurante famoso do Largo de Pinheiros do restaurante. Levou a esposa, as filhas, os sobrinhos, a sogra. Só o Totó (o cachorrinho de estimação, não confundir com o personagem da novela) não viera, por motivos óbvios
– detestava comida mineira.

Tudo estava na mais santa paz familiar, até que houve o imprevisto. Escova avistou a mais linda das mulheres.

Digamos que o aludido “foco” ficou ligeiramente embaçado.

Mesmo em situação de risco, o homem firmou o olhar. Estava certo de que conhecia aquele ‘avião”de algum lugar…

Mas, de onde?

Será que ela o reconhecera também?

Estaria armado o escândalo. E agora?

Puxou pela memória.

De onde a conheço?, pensou.

A beleza daquela mulher era impressionante.

E, Deus do Céu!, agora ela caminhava em sua direção…

O que fazer?

Tudo a perder. Ou tudo a ganhar.

O segundo pareceu secular entre a benfazeja dúvida e o medo.

Só saiu do torpor quando a filha mais velha o cutucou.

— Pai, pai, é a Maria Fernanda Cândido. Olha, olha, quando crescer, quero ser atriz, igual a ela…

Só lhe restou deixar-se inebriar pelo perfume da moça, que passou sem se dar conta que ali estava um ser vivente.

Ufa!

O pobre homem respirou aliviado.

Foi então que se percebeu triste, tão triste, muito triste.

Ainda esticou o pescoço para vê-la. Em vão.

A essa altura, já sabia que ela nunca faria parte da novela da sua vida.

**FOTO NO BLOG: Jô Rabelo

signature